Let’s travel together.

Moderna e criativa, Brasília comemora 59 anos neste domingo (21)

0 17
ANIVERSÁRIO

Capital federal, que ostenta dois títulos mundiais da Unesco, celebra aniversário com muitos atrativos para o turista conhecer e se encantar

Por Geraldo Gurgel


Vista do Pontão do Lago Sul, um dos pontos turísticos da cidade. Foto: Bento Viana/Governo do Distrito Federal

No domingo de Páscoa e feriado de Tiradentes, o brasiliense comemora também o aniversário da capital da República. Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1960, depois de 3 anos e meio de construção, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, passando a ser a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. Apresentações culturais no Conjunto Cultural da República – formado pelo Museu Nacional, Biblioteca Nacional e Teatro Nacional –, e a 13ª Feira Internacional de Artesanato, com 700 expositores de 26 países, estão entre as atrações que marcam a festa de aniversário da cidade durante o feriadão.

O Plano Piloto, idealizado pelo urbanista Lúcio Costa, com ruas largas, quadras e setores, concentra os principais monumentos e atrativos criados pelo arquiteto Oscar Niemeyer, fazendo de Brasília um museu a céu aberto. Pela sua concepção monumental e moderna, a cidade foi reconhecida pela Unesco, em 1987, como primeiro bem moderno do patrimônio mundial. Já em 2017, a Unesco incluiu Brasília na Rede de Cidades Criativas, com o título de Cidade do Design. Além de polo gastronômico, o turismo criativo de Brasília é um diferencial que leva o visitante a passeios fora dos pontos turísticos convencionais, dentro do contexto de cidade moderna e contemporânea. CLIQUE AQUI para conferir o mapa do design criativo de Brasília, com 58 lugares da cidade, e surpreenda-se.

A capital que nasceu no cruzamento de duas estradas de terra do cerrado tem a “forma” de um avião. O Eixo Monumental, o “corpo do avião”, com 13 km, concentra a administração pública. Nas “asas”, com 16 km, estão as superquadras residenciais e comerciais. Na interseção dos eixos, ficam a rodoviária e a estação central do metrô. Ao norte e sul da Zona Central, estão os setores dispostos por atividades: comerciais, bancários, hoteleiros, hospitalares, de autarquias, diversão, cultural, clubes, embaixadas e de rádio e Tv, entre outros. Do alto da Torre de TV, o turista tem uma visão panorâmica do Plano Piloto. O tour pode ser feito a pé, de bicicleta (walking tour + bike tour) ou em ônibus double deck, com paradas em pontos estratégicos, que tornarão a passagem por Brasília uma experiência bastante peculiar.

A leste do Eixo Monumental, a “cabine” do avião, ficam a Catedral Metropolitana de Brasília, a Esplanada dos Ministérios, com destaque para os palácios do Itamaraty e da Justiça, que abrigam os ministérios das Relações Exteriores e da Justiça e Segurança Pública; e a Praça dos Três Poderes, com seus respectivos palácios: Congresso Nacional (Legislativo), Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e Planalto (Executivo). Ainda na praça ficam o Museu da História de Brasília, o Espaço Lúcio Costa, o Panteão da Pátria e o Pavilhão Nacional. A troca da bandeira gigante é feita mensalmente em solenidade militar. Próximo da Praça dos Três Poderes, ficam os palácios da Alvorada e do Jaburu, residências oficiais do presidente e do vice-presidente da República.

A oeste, na “cauda” do avião, estão o complexo da Torre de TV, com fonte luminosa e show de águas coloridas; a feira de artesanato e comidas regionais; o Teatro Funarte, o Clube do Choro, Planetário e Centro de Convenções Ulysses Guimarães e o Estádio Nacional Mané Garrincha. Mais acima, na Praça do Buriti, está a administração do Distrito Federal, com destaque para o Palácio do Buriti, sede do poder Executivo. Mais adiante ficam os memoriais de Juscelino Kubitschek e dos Povos Indígenas, além da Praça do Cruzeiro, a Catedral Rainha da Paz e o Setor Militar Urbano, com o QG do Exército, além do Teatro Pedro Calmon, Concha Acústica e Praça dos Cristais. No interior dos prédios, obras de artistas renomados, como Athos Bulcão, Alfredo Volpi e Burle Marx, entre outros, que podem ser visitadas gratuitamente.

PARQUES – Entre os atrativos naturais, três áreas verdes de Brasília estão entre as mais visitadas do Distrito Federal: o Jardim Botânico, o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek e o Parque Nacional de Brasília, também conhecido como Água Mineral. O Jardim Zoológico e o Lago Paranoá, que banha a cidade, também estão entre as áreas de lazer disputadas pelos visitantes. Na Ermida Dom Bosco, na beira do lago, o turista tem uma bela vista do pôr-do-sol. A Chapada Imperial é um destino de turismo rural, de natureza e aventura, com trilhas, cachoeiras e cozinha caipira.

18.04.2019 LagoBsb GDF bentoviana
Esportes aquáticos são atração do Lago Paranoá. Foto: Bento Viana/Governo do Distrito Federal

Leia a matéria completa no MTur clicando aqui!

Leave A Reply

Your email address will not be published.

%d blogueiros gostam disto: