MTur destaca projetos de qualificação e formalização no turismo

0 18

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

PREMIAÇÃO

Três iniciativas inovadoras na área de qualificação e formalização do setor foram condecoradas na 1ª edição do Prêmio Nacional do Turismo

Por Geraldo Gurgel


Destaques da categoria Qualificação e Formalização no Turismo recebem troféus na solenidade do 1º Prêmio Nacional do Turismo 2018. Foto: Roberto Castro/MTur

O Projeto Verena, do Senac-RN, obteve a melhor avaliação da comissão julgadora que analisou 19 propostas concorrentes ao 1º Prêmio Nacional de Turismo na categoria Qualificação e Formalização no Turismo. O certame recebeu um total de 241 projetos e ações, entre os quais reconheceu 21 iniciativas brasileiras de sete áreas, desenvolvidas ao longo dos últimos dois anos, consideradas inovadoras para o setor no país.

A iniciativa vencedora promove o intercâmbio de conhecimentos entre a Renânia-Palatinado, uma das regiões mais desenvolvidas da Alemanha, e o Rio Grande do Norte, contribuindo para o desenvolvimento do turismo potiguar com a implementação de novas tecnologias e processos inovadores voltados à qualificação de trabalhadores da cadeia produtiva do setor em Natal.

Segundo o presidente da Fecomércio-RN, Marcelo Queiroz, “esse prêmio é o reconhecimento de uma parceria que começou a ser costurada há cerca de dez anos com o governo alemão. A partir da estruturação do projeto, desde 2016, uma série de investimentos e ações foram implementadas, resultando na criação de 33 novos cursos pelo Senac, que já beneficiaram mais de 500 pessoas”. Além da geração de novos empregos, ele destacou que, em dois anos, a satisfação dos empregadores com os funcionários treinados foi de 100%. O convênio de intercâmbio de aprendizes entre o Hotel Deutscher Hof e o Hotel-Escola Barreira Roxa, em Natal, foi renovado até 2021.

A segunda iniciativa premiada na categoria foi o Programa de Integração com os Municípios da SETUR/TurisRio. A parceria com os gestores e técnicos municipais de turismo do Rio de Janeiro é um projeto que presta apoio e assessoria técnica, estabelecendo um intercâmbio dinâmico e efetivo com os municípios. A estratégia é baseada em três ações: realização dos Fóruns Regionais de Fortalecimento do Turismo do Estado do Rio de Janeiro, distribuição do Manual dos Secretários e dos Dirigentes Municipais de Turismo e o oferecimento dos Estágios de Familiarização.

Mais de 45 municípios e 116 representantes de secretarias municipais de turismo já foram atendidos. Um dos resultados avaliados foi a atualização do Mapa do Turismo, que elevou de 71 para 89 o número de municípios que integram a ferramenta. A adesão foi de 96,74% das cidades fluminenses. “Além disso, ocorreu o aumento das solicitações para atualizações e orientações técnicas, os retornos solicitados aos municípios foram mais frequentes e ágeis e os representantes municipais se sentiram mais prestigiados e valorizados”, disse o vice-presidente da TurisRio, Cesar Werneck.

O Jogo dos Biomas Gastronômicos desenvolvido pelo Campus Riacho Fundo I do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) ficou em terceiro lugar entre as iniciativas premiadas. O projeto tem como objetivo facilitar o processo de ensino-aprendizagem por meio de uma ferramenta pedagógica lúdica e interativa. No tabuleiro de lona com projeto gráfico lúdico de tamanho 4m x 4m, os alunos se tornam os próprios “peões” e viajam pelo mapa do Brasil recortado pelos seis biomas brasileiros, na medida em que avançam sobre as 42 casas respondendo questionamentos que compõem um grande acervo do Banco de Perguntas.

O objetivo principal é complementar o processo de desenvolvimento educacional dos alunos e egressos sobre a biodiversidade, tradições, patrimônio e elementos relacionados à cultura alimentar brasileira e atuar como uma plataforma de conhecimento e qualificação na área de gastronomia e turismo. “O jogo utiliza elementos para engajar, despertar interesse, desenvolver a criatividade e autonomia dos estudantes”, ressaltou a coordenadora do projeto, Ana Paula Caetano Jacques.

BOAS PRÁTICAS – O Ministério do Turismo criou um Banco de Boas Práticas para divulgar as dez iniciativas com melhor classificação, por categoria, no 1º Prêmio Nacional do Turismo. O objetivo é dar visibilidade e multiplicar os casos de sucesso do setor, disponibilizando contatos, vídeos e materiais informativos apresentados pelos proponentes inscritos no certame. Das 241 propostas apresentadas, 70 podem ser consultadas NESTE LINK.

Edição: Vanessa Sampaio

Leia a matéria completa no MTur clicando aqui!

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Leave A Reply

Your email address will not be published.